Comentário político - Jabor-10-5-10-CBN

Comentário analítico – interpretativo –
Rádio BANDEIRANTES – Joelmir Betting – 10-5-1010

A Petrobras informou, neste fim de semana, que a produção brasileira de petróleo em abril arrancou um novo recorde, em matéria de média diária no mês: dois milhões e trinta e três mil barris. A meta é alcançar dois milhões e cem mil, lá na conta de dezembro. A estatal não deve ter gostado, porém, da queda dos preços de petróleo nas bolsas de Londres e Nova York. Queda de 13 por cento, na semana passada, contentando-se com setenta e cinco a setenta e sete barris. Para a Agência Internacional de Energia, a projeção do preço médio para este ano, tempo de recuperação da economia global, salvo, Grécia em contrário, está na banda de um e setenta e cinco a um a oitenta e cinco, perdão, 75 e 85. Para a Petrobras, no seu plano estratégico de 2010 e 2014, a produção no pré-sal ficará viabilizada com o barril acima de 40 dólares, metade da cotação de hoje. Até porque segundo o Instituto Brasileiro do Petróleo, em dado não confirmado até agora pela Petrobras, o custo de produção no pré-sal não passará de 50. de 28 dólares o barril, 22, o dobro da média mundial, aqui, em 2010. E no seu programa de cinco anos, a Petrobras joga com barril a 55, com o dólar a dois e 15. No mais, o Brasil ensaia passar de importador a exportador de petróleo a partir de 2015. No momento, está havendo empate técnico entre produção nacional e consumo interno. É... quer dizer a gente não importa, mas também ainda não exporta. Mas já estamos comprando óleo diesel lá fora que falta aqui dentro, em troca de gasolina que sobra aqui dentro. Se no díesel, a mistura do biodíesel ainda não chegou cinco por cento, na gasolina, a mistura do etanol, ou anidro, voltou a 25 por cento, um litro de etanol para cada quatro de gasolina. Na soma da mistura, com as opções livres dos motorizados pelo etanol, nos carros flex, a substituição da gasolina pelo etanol alcança, agora em maio, nada menos de 57 por cento. Yes. Para inveja do mundo inteiro, nós já podemos desfilar nos automóveis o selo de a frota mais verde do mundo. Mais verde não, a única.

0 comments: